• Sandra Roos Santos

Gerencie as não conformidades e ações corretivas em um só lugar!

Atualizado: 18 de ago. de 2021

Com essa planilha você conseguirá visualizar o que está acontecendo, gerenciar as não conformidades e ações corretivas e avaliar o desempenho das suas práticas


A ocorrência de uma não conformidade desencadeia uma série de ações na empresa:

  1. Identificar o item não conforme, evitando que este se misture com os demais itens;

  2. Registrar a não conformidade;

  3. Definir se é necessária uma ação de contenção, para evitar que o problema se propague;

  4. Lidar com o item não conforme, decidindo o que fazer com ele: retrabalho, devolução, sucata, etc. e;

  5. Avaliar a necessidade de ação corretiva, para eliminar a(s) causa(s) da não conformidade, evitando que ela se repita ou ocorra em outro lugar.


Entre os passos 1 e 5 transcorre algum tempo, geralmente dias ou até semanas. Caso a decisão seja pela abertura de ação corretiva esse tempo se estenderá, podendo chegar a meses, pois é necessário tempo para:

  1. Investigar a(s) causa(s) da não conformidade;

  2. Definir uma ou mais ações para eliminá-la(s). Essas sim, são as chamadas ações corretivas;

  3. Implementar as ações definidas;

  4. Analisar a eficácia das ações tomadas;

  5. Registrar os resultados dessas ações.

Além disso, quando uma não conformidade chega ao cliente, é comum que ele tenha os seus próprios prazos para as tratativas. E cabe ao fornecedor responder as solicitações a tempo, para não afetar ainda mais a sua satisfação.

Assim como os clientes, as certificadoras também possuem seus próprios prazos para as tratativas de não conformidades.

Além dos prazos, outra questão importante são os custos gerados pelas não conformidades. Mesmo não sendo cobrados pelo cliente, esses custos acabam sendo absorvidos pela empresa e por isso, é importante que sejam monitorados.

Ao se decidir pela abertura de uma ação corretiva, define-se um responsável pela ação e um prazo para a mesma ser implementada. A seguir, é preciso monitorar o seu progresso e avaliar a sua eficácia.

Como um sistema de gestão da qualidade pode ter várias não conformidades abertas simultaneamente, cada uma com uma origem e em um estágio diferente de tratamento, o controle pode se tornar trabalhoso e prazos podem ser perdidos. Dessa forma, o responsável pela qualidade se vê diante das seguintes questões:


Como controlar tantas informações de forma prática e eficaz?

A gestão das não conformidades e das ações corretivas é adequada?

Que melhorias as ações corretivas estão trazendo para a empresa?


Utilizar uma planilha como a apresentada a seguir facilita a gestão das não conformidades e das ações corretivas.


Controle de não conformidades e ações corretivas
Planilha Não Conformidades e Ações Corretivas

Ao abrir a planilha, os gráficos informam rapidamente a situação das não conformidades e ações corretivas que precisam ser monitoradas e avaliadas. Na tabela, você atualiza a situação das não conformidades e ações e controla os prazos de forma automática.


Vamos ver como funciona:

Situação das Não Conformidades e Ações Corretivas
Gráfico apresenta quantidade e origem das não conformidades

Gráfico de rosca: informa o número de não conformidades e a sua origem: se ocorreu internamente, no fornecedor, se foi identificada pelo cliente, em auditoria interna ou externa, etc.

Figura representando o custo das não conformidades para a empresa


Custo das não conformidades: é o somatório dos custos com retrabalhos, refugos, multas cobradas pelos clientes, etc.

Classificação do fornecedor atribuída por empresas que trabalham com desenvolvimento de fornecedores

Classe do fornecedor: é o resultado da avaliação atribuída por alguns clientes ao desempenho da empresa, enquanto fornecedora.


Situação das Ações Corretivas

Gráfico de barras: informa o número de ações corretivas abertas, pendentes de acompanhamento e de avaliação de eficácia. Ou seja, informa o que você precisa fazer.



O próximo passo é a tabela. Nela é possível consultar informações sobre cada não conformidade, como por exemplo, a data de abertura, sua origem e o custo gerado pela mesma. E se você precisar de mais detalhes, pode utilizar os links para acessar cada RNC de forma fácil e rápida.

Outro recurso é o filtro, que pode ser usado para selecionar informações específicas. Por exemplo: as não conformidades que ocorreram em um determinado mês, as não conformidades identificadas pelo próprio cliente, etc.


Gerenciamento das Não Conformidades e Ações

Status de implementação das ações de contenção

A tabela informa se há ações de contenção em andamento. Após verificar o progresso dessas ações, é necessário atualizar o seu status.



Controle dos prazos de implementação e avaliação de eficácia das ações corretivas

O mesmo ocorre com as ações corretivas, para as quais é possível consultar o responsável, os prazos de implementação e de avaliação de eficácia. As cores permitem identificar rapidamente se as ações e avaliações de eficácia estão concluídas, estão no prazo ou atrasadas.



Ação corretiva implementada e / ou eficaz

Tendo essas informações, o usuário pode fazer o acompanhamento das ações e/ou avaliação de eficácia, conforme for o caso, e, a seguir, atualizar a tabela.


O controle das Não Conformidades e as Ações Corretivas são adequadas e geram melhorias para a empresa

A planilha disponibiliza uma série de informações para avaliar o desempenho das práticas adotadas pela empresa para controlar as não conformidades e tomar ações corretivas:

  • O gráfico de rosca mostra a proporção entre as não conformidades internas e as identificadas pelos clientes. Se uma fração significativa de não conformidades está chegando ao cliente, é necessário investigar o motivo: pode estar havendo falhas na inspeção, por exemplo.

Desempenho: Número de RNC´s x Ações corretivas x Ações eficazes
Desempenho das práticas
  • O gráfico de Cilindro 3D (último gráfico) permite visualizar o número de não conformidades abertas, ações corretivas tomadas e ações eficazes. A comparação entre as cores vermelha (nº de RNC´s) e azul (nº de ações corretivas) permite identificar se o critério para se abrir ações corretivas é adequado para a empresa: abrir ação corretiva para quase todas as não conformidades pode ser inviável. Por outro lado, ficar longos períodos sem abrir ações, mesmo tendo problemas de qualidade, significa deixar passar oportunidades de melhoria. Ao comparar a cor verde com a azul, verifica-se a proporção das ações eficazes frente ao total de ações corretivas.

  • Na tabela é possível visualizar as ações corretivas eficazes, permitindo um balanço das melhorias implementadas na empresa. Afinal, as não conformidades tratadas não reincidirão.

  • O custo das não conformidades, em R$. Custos elevados mostram que as práticas adotadas precisam ser repensadas.


E voltando a falar do cliente, essa planilha é uma ótima resposta para uma pergunta que ele costuma fazer durante as auditorias:


Como a sua empresa controla as ações de não conformidades e a verificação de sua eficácia?


A planilha está pronta para uso e foi validada por vários clientes! Para usá-la com sucesso é simples, basta você:

  1. Cadastrar as não conformidades,

  2. Monitorar a implementação das ações e avaliar a sua eficácia, conforme os prazos estabelecidos com os responsáveis e,

  3. Com base nas informações obtidas, atualizar a tabela.


Para agregar essa facilidade ao seu sistema de gestão da qualidade, entre em contato conosco através do

(54) 99149-9122.




142 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo